POR OUTRO LADO...

sábado, 29 de agosto de 2009

TODO ENFIADO NA ESCURIDÃO. ATÉ O TALO.

Polêmica da semana, não podia deixar de ser, foi a ngênua professorinha baiana "sendo "flagrada por uma câmera de celular durante o show, em Salvador de uma dessas bandas de "pagodão", tão caras à patuleia baiana. A moça perdeu o emprego mas não a oportunidade de tornar-se conhecida em todo o Brasil e faturar um belos trocados por conta de sua participação nesse circo de horrores que tornou-se a exposição das mulheres na cultura pop baiana. Deprimente mas novamente em cartaz brevemente, nas páginas das revistas masculinas ou, no mínimo, num "Brasileirinhas" desses exibidos diariamente em motéis de norte a sul do planeta.

Vulgaridade vestida de "sensualidade" e "felicidade" na "terra da magia" e outras sacanagens ideológico-publicitárias vendidas no mundo inteiro desde a década de 70 por Duda Mendonça e outros "gênios" locais. E sofregamente consumida num território em que o vale-tudo da miséria espiritual é moeda valiosíssima para gregos e baianos. E funkeiros cariocas também, justiça seja feita...

Tudo uma grande e espetacular merda, a que eu devoto sincero desprezo.

Gosto muito, cada vez mais, da alma e do corpo das mulheres. Aos 46 do primeiro tempo, tô começando a intuir de onde vêm expressões como "velho safado", pra não falar de outras menos elogiosas, como a escrotíssima "velho babão".

Acontece que cresci num tempo em que fazer sexo já não era tão dramático como fora para a geração do meu pai, por exemplo. Ainda assim, a mulherada conservava o inteligente hábito de valorizar seu, digamos, patrimônio físico-espiritual. Ela ia dar pra você, bonitão, ia sim. Mas nem pensar em chegar "correndo o dedo", como dizia o folclórico Carlinhos Marighela. Fosse devagar, com toda a vênia exigida pelo rito, senão, era certo, tinha que fazer justiça com as próprias mãos. Outra vez, pra aprender a respeitar as mulheres, seu trouxa.

As moças do final do século passado entendiam muito do riscado da atração, submissão e retenção de machos afoitos. Não tornavam ordinário o que desde sempre fora secreta e poderosa arma de sedução e dominação. Mulher pelada à luz do dia e dos olhos de todos, meu filho, só na praia.

E mulher dançando na rua como num show de strep-tease, só num show de strep-tease mesmo. Ou nos puteiros da cidade.

Tô me perguntando sem parar, desde que vi essa história pela primeira vez, se não estou assumindo um papel conservador, de hipócrita moralista diante dos novos tempos, onde a censura social à sexualidade estaria vivendo seus últimos arquejos, quando legal é isso, uma moça aceitar que o "artista" exiba sua deliciosa bunda ao embriagado público presente, celebrando um espetáculo macabro, aos meus olhos, por sua simbologia vulgar e degradante, para as mulheres, principalmente.

Tô fora. Aos que disso gostarem, lambuzem-se despreocupadamente, eu não os farei concorrência.

Cada um que cuide de fazer as trocas simbólicas que achar melhores para si, não serei eu o poeta de um mundo caduco, faltam-me credenciais literárias e sociológicas para tanto.

A minha, reitero aqui, de público também: continuo ligado em mulheres sensuais, despudoradas e, acima de tudo, inteligentes. Das outras, cuidem os comerciantes da emoção: "artistas" da axé-music; dirigentes públicos e privados da melhor festa pública do século XX, o carnaval trioeletrizado e agora camarotizado da Bahia; publicitários; por fim, os que pagam a conta pra assistir a tudo isso e achar uma beleza, como mosquitos em cu de cachorro.

Fodam-se, e sem pressa, a mesa da estupidez parece que vai continuar posta por muito tempo.



5 comentários:

Anrafel disse...

Cara, bom texto. Encara de frente o que hoje tem cerceado boa parte dos escritos: o medo de ser chamado de moralista, de políticamente correto.

Aliás, a suposta intolerância do politicamente correto está sendo suplantada pela do politicamente incorreto.

Não se pode escrever baseado em princípios e percepções que lhe são caras, isso pode render um dedo apontando para você chamando-o de politicamente isso ou aquilo.

Os publicitários e produtores "culturais", depois de desvendar e dominar completamente os nossos processos mentais, catalogam agora as virtudes morais e éticas para aplicação em outrem.

Grosseria e vulgaridade como substitutos da sensualidade, ignorância e a apologia a ela, são condenáveis em qualquer tempo e lugar.

Se a dominação de certos setores da nossa vida sócio- econômica depende da justificação disso, problema de quem paga esse tributo para servir de platéia.

Escolham os seus gurus, os seus referenciais de bom sucesso que quiserem, mas o constrangimento é incontornável.

Nílson disse...

É isso aí, velho Galo: falou e disse. O sexo todo enfiado não é livre porra nenhuma. Pelo contrário: instrumento da velha dominação sexista de sempre, até o talo!

patricia_fergos disse...

Olá Paulo! ... gostei do texto por demais .. faço minhas suas palavras (por não achar melhores q essas). as vezes sinto vergonha de ser mulher e baiana, por conta de cenas como essas. e ainda vem algum idiota falar que as bainas dançam assim naturalmente. que é isso?
um abraço!
Patricia

Pedro Sousa disse...

exclusivos!
Exp.: 10.000x Free e 30.000x VIP
Drops: 100%
Bug Bless: Online
Spots: Todos os mapas.
Itens à venda nos NPC’s: Todas as jóias e Box of Kundun +1 e +2.
Reset: Acumulativo por NPC.
Master Reset: Acumulativo por NPC.
Remover PK: Por NPC.
Level Reset: Free: 600 || VIP: 450 || Gold VIP: 350.
Novos comandos, novos sets e muito mais!
Média de 2.000 jogadores online!
Venha para o MuAwaY!

Website:
Novos comandos e atributos, eventos, leilões, bolões e muito mais!
Muitos eventos rolando nesse mês de Férias...
Venha para o MuAwaY!
Divulgação feita por: pedrosousa

fashionshop disse...

Do you want to give your dear noy friend or girl friend a special gift on a special day? Here you had better to take several minites to give a look at the fashion trend of the product Hermes Scarf Price and go online shopping to Birkin Bag Price or the give a glance to other styles like cambridge satchels. I promise you will relax yourself. So come on, know more fashion style arround you and make yourself more confidence. You will like it.