POR OUTRO LADO...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

PARA QUEM VIVE DE VENDER CRISES

Saiu o PIB do terceiro trimestre, 6,8% maior que o mesmo período de 2007. No acumulado dos últimos 12 meses, nada menos que 6,3% de expansão.

Mesmo com a inevitável desaceleração do último trimestre -bem menor, veremos, que a sinistramente prevista pela imprensa- 2008 deverá terminar com um crescimento acima de 6% e inflação próxima do centro da meta determinada pelo impávido Banco Central brasileiro.

Melhor: a economia brasileira entra 2009 com impulso para mais um ano de expressivo crescimento, talvez (será?) algo menor que o de 2008 por conta do leve freio do 4º trimestre mas ainda assim muito maior que a torcida tucano-demoníaca e suas luxuosas assessorias de imprensa (Folha, Estadão, Globo, Veja etc) gostariam.

O esquizofrênico e malandro noticiário sobre a proximidade do fim do mundo vai assim sendo desnudado perante os já espertos olhos da opinião pública brasileira, que definitivamente não aceita mais embarcar em manipulações noticiosas. Dá um tempo, é verdade, adia decisões de compra de bens duráveis para melhor aprumar a vista mas volta à vida normal ao sacar que queriam apenas sacanear o metalúrgico iletrado, que segue surfando na crista dos mais espetaculares índices de popularidade já desfrutados por um presidente brasileiro.

Sobre essa capacidade do nosso povo de sorrir indiferentemente para essas asas negras e tocar a vida como se nada estivesse acontecendo, recebi há pouco o texto que vai a seguir, que está circulando pela net. Olha só que interessante...

UM HOMEM VIVIA À BEIRA DE UMA ESTRADA E VENDIA CACHORRO QUENTE.

ELE NÃO TINHA RÁDIO, TELEVISÃO E NEM LIA JORNAIS, MAS PRODUZIA E VENDIA BONS CACHORROS QUENTES.

ELE SE PREOCUPAVA COM A DIVULGAÇÃO DO SEU NEGÓCIO E COLOCAVA CARTAZES PELA ESTRADA, OFERECIA O SEU PRODUTO EM VOZ ALTA E O POVO COMPRAVA.

AS VENDAS FORAM AUMENTANDO E, CADA VEZ MAIS ELE COMPRAVA O MELHOR PÃO E A MELHOR SALSICHA.

FOI NECESSÁRIO TAMBÉM ADQUIRIR UM FOGÃO MAIOR PARA ATENDER UMA GRANDE QUANTIDADE DE FREGUESES, E O NEGÓCIO PROSPERAVA . . . SEU CACHORRO QUENTE ERA O MELHOR DE TODA REGIÃO !

VENCEDOR, ELE CONSEGUIU PAGAR UMA BOA ESCOLA AO FILHO. O MENINO CRESCEU E FOI ESTUDAR ECONOMIA NUMA DAS MELHORES FACULDADES DO PAÍS.

FINALMENTE, O FILHO JÁ FORMADO, VOLTOU PARA CASA, NOTOU QUE O PAI CONTINUAVA COM A VIDINHA DE SEMPRE E TEVE UMA SÉRIA CONVERSA COM ELE :

- PAI, ENTÃO VOCÊ NÃO OUVE RADIO? VOCÊ NÃO VÊ TELEVISÃO E NÃO LÊ OS JORNAIS? HÁ UMA GRANDE CRISE NO MUNDO. A SITUAÇÃO DO NOSSO PAÍS É CRÍTICA. ESTA TUDO RUIM. O BRASIL VAI QUEBRAR.

DEPOIS DE OUVIR AS CONSIDERAÇÕES DO FILHO DOUTOR, O PAI PENSOU: BEM, SE MEU FILHO QUE ESTUDOU ECONOMIA, LÊ JORNAIS, VÊ TELEVISÃO, ACHA ISTO ENTÃO SÓ PODE ESTAR COM A RAZÃO.

COM MEDO DA CRISE, O PAI PROCUROU UM FORNECEDOR DE PÃO MAIS BARATO ( E CLARO, PIOR ) E COMEÇOU A COMPRAR SALSICHAS MAIS BARATA ( QUE ERA, TAMBÉM, A PIOR ).

PARA ECONOMIZAR, PAROU DE FAZER CARTAZES DE PROPAGANDA NA ESTRADA.

ABATIDO PELA NOTICIA DA CRISE JÁ NÃO OFERECIA O SEU PRODUTO EM VOZ ALTA.TOMADAS ESSAS 'PROVIDÊNCIAS', AS VENDAS COMEÇARAM A CAIR E FORAM CAINDO, CAINDO E CHEGARAM A NÍVEIS INSUPORTÁVEIS E O NEGÓCIO DE CACHORRO QUENTE DO VELHO, QUE ANTES GERAVA RECURSOS ATÉ PARA FAZER O FILHO ESTUDAR ECONOMIA NA MELHOR ESCOLA, QUEBROU.

O PAI, TRISTE, ENTÃO FALOU PARA O FILHO:

- 'VOCÊ ESTAVA CERTO, MEU FILHO, NÓS ESTAMOS NO MEIO DE UMA GRANDE CRISE. '

E COMENTOU COM OS AMIGOS, ORGULHOSO:


- BENDITA HORA EM QUE EU FIZ MEU FILHO ESTUDAR ECONOMIA, ELE ME AVISOU DA CRISE ...


2 comentários:

anrafel disse...

Apareceu no jornal um economista prevendo para o segundo trimestre crescimento zero ou até negativo (crescimento negativo, que língua o economês!), o que, é claro, parece ser mais uma torcida do que algo, digamos, científico.

Não procurei gravar o nome do cabra porque cobrar previsão de economista é igual a fazer o mesmo de comentarista de futebol - há sempre um 'mas' enrolativo.

Alvaro Figueiredo disse...

meteu, Mr G,
enganoso como o castelo de cartas face à economia real, desabou arastando quase todo o mundo, sem conserguir abalar nossa pujançA(o termo é esse)agricola, produtiva e De de consumo.
nem acho mais lula lula tão sortudo
ele só souber esperar e aprender
af