POR OUTRO LADO...

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

PERPLEXIDADE EM SAMPA, FESTA EM SALVADOR

A ação do GATE no sequestro da menina Eloá teve clara interferência política no sentido de evitar mortes a qualquer custo. Só isso explica a ação paralizante de um comando policial altamente especializado e eficaz como esse.

Fossem outras as cirunstâncias políticas, o sequestrador teria sido facilmente alvejado por um atirador de elite. Prevaleceu a "prudência" do Governador Serra diante da greve dos policiais civis e da proximidade do segundo turno. Deu no que deu, a menina morta, a outra baleada e o sequestrador vivinho da silva.

Um resultado que entrará para a história policial de São Paulo como o mais covarde ato tomado por um dirigente político, interferindo de maneira desastrada numa ação para qual o GATE teria total condição de resolver com um único tiro.

Espero sinceramente que esse seja o primeiro dos dois momentos de perplexidade possíveis para a população paulistana nessa semana.

O outro seria uma espetacular reviravolta na campanha eleitoral, com a vitória de Marta Suplicy sobre Gilberto Kassab. São Paulo não merece um dirigente municipal de tão medíocre envergadura. Recuso-me a creditar que a população paulistana reconduzirá Kassab ao Banespinha.

Os números de Kassab segundo o Ibope são declinantes e os da Marta, ascendentes. Mas a imprensa paulista já dá como certa a eleição do Demo, o que não seria uma novidade, tratando-se do PT e de Marta Suplicy os alvos a serem batidos.

Percebo nos subterrâneos da capital de São Paulo uma forte e silenciosa movimentação de opiniões, dando à candidata petista chances reais de vitória. Como a população já se acostumou, em todo o país, a desconfiar dos institutos de pesquisa, acho verdadeiramente que a perplexidade vai fazer folia em Sampa, mais uma vez. E dessa vez por um ótimo motivo.

Sou Marta por 51% a 49% dos votos válidos.

Assim como cravo Pinheiro em Salvador com o placar de 54% a 46%.

Quem tiver peito, deixe aqui seu prognóstico e vamos ver domingo à noite quem estava mais perto do resultado final.


5 comentários:

Marcus Gusmão disse...

Galinho, você está coberto de razão. Mas se o atirador de elite acertasse os miolos do rapaz seguramente haveria quem lamentasse a truculência da polícia contra um jovem apaixonado e transtornado.
quanto aos prognósticos, lá vai (mais pelo desejo, apesar de estar puto com dona Marta):
S.P: Marta, 51 a 49.
SSA: Pinheiro, 52 a 48.

Angélica Trocoli disse...

Concordo com vocês, a ação do “GATE” foi no mínimo muito estranha, pareciam amadores!

Quanto aos prognósticos aqui vai:

Sampa – Marta : 50,8% a 49,2%

Salvador – Pinheiro 51% a 49% ( falta algo em Pinheiro)

anrafel disse...

Lá pelo terceiro ou quarto dia do seqüestro, não tinha como não chamar os atiradores de elite à atividade. O governador mascarou de receio da reação das entidades civis e cidadãos o seu frio cálculo eleitoral.

Mas, vai lá a minha mistura de palpite e torcida:

Pinheiro 55 a 45; e
Marta 51 a 49.

anrafel disse...

Não gostei do debate ontem. Que Pinheiro será capaz de uma administração bem melhor do que a de João Henrique até o mundo mineral tem conhecimento.

Mas lhe falta ênfase e, no debate, esperteza. Não soube encurralar um adversário que pouco vai além de decorar textos. Talvez esteja amarrado pela participação do PT na quase totalidade da gestão do cabra, notadamente na área da Saúde, o gargalo de sempre.

Aliás, esperteza mostrou João Henrique, quando pediu que Pinheiro enumerasse, num determinado tema, medidas que a Prefeitura já não tivesse tomado. Quando Pinheiro as enumerou, o prefeito rebateu dizendo que era pra ele citar o que não havia sido feito, pois aquelas, ele já havia implementado.

Outro vacilo de Pinheiro: dizer que sabia onde ficavam os ministérios e os visitava um por um. Se João Henrique fosse rápido no gatilho, diria que ele deveria ser, então, era governador distrital de Brasília.

Mas, vamos esperar pelo final da votação.

paulo galo disse...

A total ausência de carisma de pinheiro é de enlouquecer qualquer um. O cara não sabe sorrir, não enpolga nem a mãe quando fala e pra completar é feio como a fome.
Ponha na receita a ausência de Lula na campanha. Ah, bote também pitadas generosas de populismo e bom marketing político do canastrão JH.
Que teremos ao final disso tudo? Um claro aviso da população para o PT e para o Governadopr Wagner que ninguém mais assina cheque em branco para os políticos. Errou, foda-se!
Às 13h dessa véspera de eleição o clima na cidade é nitidamente favorável a João. Só um milagre reverte isso.