POR OUTRO LADO...

terça-feira, 9 de setembro de 2008

MULHER BERINJELA, UM FENÔMENO ETERNO NA VIDA DE RONALDO


Senhoras, senhores: olhem bem para essa imagem. Vocês estão diante da mais nova celebridade instantânea brasileira, em cartaz desde o último domingo.

Ela chegou arrasando, decretando de cara o fim do reinado das frutas entre as gostosonas midiáticas.

Depois da inesquecível -ponha inesquecível nisso- Mulher Melancia, da Mulher Jaca, da Mulher Morango e outros tantos sabores, é chegada a hora das hortaliças , das verduras e dos legumes. Chega de tanta doçura, viva a alimentação rica e variada!

Meninos, meninas, conheçam ela, a protuberante...Mulher Berinjela! (aplausos).

Tá bom, explico. Andreia Albertini é aquele travesti que junto com mais duas "amigas" foram parar numa delegacia de polícia do Rio com seu cliente Ronaldo Fenômeno, que segundo elas recusava-se a pagar pelos serviços que elas juram ter prestado e que ele nega até hoje. Um bafafá do cacete na época, não lembra?

Pois bem, a moça agora foi contratada pelo funkeiro carioca MC Palito, que celebrou o encontro do ex-craque com sua surpreendente namorada numa já antológica peça do cancioneiro brasileiro chamada "Funk do Ronaldinho". Olha só que beleza de texto:

Eu não pego ela
Se tu pega, tu é maluco
A bundinha até que vai
Mas na frente tem um trabuco
Eu não pego ela
E quem pegou é maluco
A bundinha é de mulher
Mas na frente tem um trabuco
Sabe quem pegou?
Só Ronaldinho
dim dig dim dig dim
Só Ronaldinho
dim dig dim dig dim
Mas eu sou MC Palito
Essa nova eu fiz pra ela
A mulher do Ronaldinho
É a Mulher Berinjela
Paralisa essa parada
Essa eu fiz foi com carinho
Ela é a preferida
Do meu parceiro Ronaldinho
Sabe quem pegou?
Só Ronaldinho
dim dig dim dig dim
Só Ronaldinho
dim dig dim dig dim

É de fazer chorar de tão delicada, né não?

Não tá satisfeito, cabeção? Quer mais, é? Então tá, veja com seus próprios olhos o vídeo em que eles "interpretam" esse funk. E confira a ginga, o feitiço, a malemolência que encantaram nosso (meu, não!) artilheiro da Copa de 2002. Basta clicar AQUI.

Divirtam-se, fui.

3 comentários:

Marcus Gusmão disse...

Muito bom, muito bom. Meu fígado agradece a esta hora da manhã.

Franciel disse...

Paulo,
não que queira me gabar, pois minha modétia me impede, mas pensei quase que concomitatimente (receba, sacaninha, um concomitantemente pelas caixa) com o gênio MC Palito. Confira aqui, ó

ingresia.opensadorselvagem.org/ronaldinho-o-fenomeno-do-funk

paulo galo disse...

É aí que a clivagem entre ricos e pobres é nascida, Diamantino: os primeiros intuem e agem; nós...
(considero devolvido o "concomitantemente" com o uso, se não espetacular, algo inusual desse ponto-e-vírgula. Com a colaboração do "inusual", é claro).
Quanto aos seus reiterados (pow!) dons premonitórios, penso já ter declinado (crash!) minha admiração. É um assombro, já o disse.