POR OUTRO LADO...

terça-feira, 17 de junho de 2008

MINHA BABÁ JOSILENE

Voltar a morar na Bahia depois de 12 anos tem me trazido mais que reencontros com lugares e pessoas. Cada dia mais fica claro que o grande reencontro nascido dessa volta foi comigo mesmo, minhas memórias, medos e alegrias primordiais, reminiscências há tanto abandonadas num canto qualquer da memória.

Um desses atavismos instalou um sorriso instantâneo na minha cara hoje de manhã, quando voltava de uma sessão de fisioterapia na unidade de Salvador da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação.

Vagava absorto nos meus pensamentos quando lembrei de Josilene, a babá que cuidou de mim desde que nasci até os quase 18 anos de idade.

Nunca mais recebi cuidados tão devotados como os que recebi de Josilene. Minha mãe ficava as vezes algo enciumada com a dedicação da moça, que fazia questão de levar café na cama pra mim todo santo dia, 7 dias na semana.

Lembro como hoje a tristeza que senti quando ela foi embora, casada com um lutador de boxe e carpinteiro. Sumiu, nunca mais foi vista ou dela tive notícias.

Restou apenas meu retrato, que ela guardava tal qual jóia rara e não levou quando se foi.

A foto é essa que está aí embaixo. Foi realizado na comemoração dos meus seis meses de idade e basta olhá-la que as lágrimas marejam os olhos, espelhando a saudade e a gratidão que sempre terei por aquela doce mulher, que tanto me deu e ensinou.

Sniff!



PS.: Valeu, Moacir Galo! até hoje rio dessa foto e de como ela era apresentada. Tempos de boas risadas. Beijos, obrigado pelo envio da imagem.

Nenhum comentário: