POR OUTRO LADO...

terça-feira, 20 de maio de 2008

AH, ESSAS MOÇAS...


"Merda de inflamação do caralho", pensava eu arrastando-me ontem da casa de Volney à casa de minha mãe, 60 metros com gostinho de maratona para quem tem um quadril em litígio com o fêmur, quando vi a rua Direita de Santo Antônio iluminar-se instantaneamente para que aquela morena passasse, em direção do velho Largo.

Picolé à boca, vestido predominantemente branco balançando por sobre um corpo exuberante e reluzente, que dançava ao ritmo dos largos quadris, extensão inversa de uma improvável cintura fina e seios na exata medida da palma de uma mão, da palma da minha mão.

Sua aproximação permitia observar o fino acabamento dos pés, mãos e tornozelos. Sabia das coisas aquele Carybé, quando sublinhava gostosamento as extremidades delas.

Olhos doces, traços delicadamente esplêndidos à bordo de um par de sandálias baixinhas, a caminhar gostosamente em minha direção. Tudo em sua volta era reverência e contemplação.

Senti o perfume de seu pescoço quando finalmente cruzou comigo, no exato instante em que comprimia aquels lábios traçados por Di Cavalcanti no último pedaço do picolé.

Voltei o corpo para apreciar o grand finale, a bunda daquela mulata, que já mostrara-se larga ao vir e agora proeminentemente redonda ao ir.

Gostosa, gostosa, gostosa...


Bem antes que a visão não mais conseguisse me trazer toda aquela lindeza, fez-se noite em meu viver. Graciosamente, a moça descartou palito e embalagem ali mesmo, na franja da rua.

E seguiu, linda e indiferente ao meu desencanto.

Merda de inflamação do caralho.

5 comentários:

David disse...

Broxante...
Por isso se diz tanto para que aproveitemos cada segundo. na realidade os egundo pode ser desastroso, né não?

Um abraço.

David disse...

Esta merreca comeu meio comentário. Seria "o segundo seguinte"

cacos meus botoes disse...

oi neguinho, bom saber q já anda perambulando pelo centro histórico e ainda com clima de paquerar "essas moças"! bons ventos o conservem, essa visita sai até domingo. bjs, c.

Marcus Gusmão disse...

Velhinho babão, inflamado e exigente você!

paulo galo disse...

Certíssimo, David. Vale dizer também que o segundo escroto de agora não precisa preceder outros de igual caráter. Quem sabe outra mulata maravilhosa e civilizada não cruze nosso caminho, né?
Veeeeenha, Chris!
Nem vem, Gosmão! senão revelo publicamente a abissal distância cronológica entre nós, flws?