POR OUTRO LADO...

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

HOMENAGEM AO ESPORTE CLUBE BAHIA


O Esporte Clube Vitória perdeu ontem em Feira de Santana para o decadente Esporte Clube Bahia, em partida válida pela primeira fase do Campeonato Baiano de Futebol. Foi a segunda derrota no segundo BA-VI do ano, suficiente para pôr de molho as barbas da torcida rubro-negra contra o glorioso Vadão, técnico do time. A equipe mostrou-se mais uma vez confusa, sem o menor plano tático em campo, ruim de ver.

Deu ao seu contumaz saco de pancadas o gostinho de ganhar do representante da Bahia na série A do Brasileirão e, de quebra, a sua aguerrida torcida, a vertigem de sonhar-se campeã estadual -o que não comemoram desde 2001.

Um prêmio desproporcional aos fatos
, dados os critérios de classificação da disputa, que levarão para um quadrangular decisivo as mais bem pontuadas equipes da fase de classificação, que jogarão entre si partidas de ida e volta, sagrando-se campeão quem fizer mais pontos.

Em outras palavras, salvo insista no desempenho medíocre de até então nesse Campeonato Baiano, a história da disputa deverá ser contada em breve futuro da seguinte forma: o Vitória perdeu quando podia, ganhou quando era necessário e sagrou-se bi-campeão baiano em 2008.

Por enquanto, portanto, tudo bem. Manter o Bahia respirando com a ajuda de aparelhos é a melhor garantia de que haverá o que comemorar quando levantarmos a taça de campeões baianos pela 14ª vez nos últimos 20 anos, ao final da disputa de 2008, para o renovado desapontamento dos crédulos torcedores tricolores de Itinga.

Mas fatos são fatos e o Bahia ganhou de novo, merece crédito e aplausos pelo feito. Permito-me até afastar-me da paixão clubística que contamina -confesso- minha alma primitiva a muitos anos, a ponto de querer ver o Bahia ardendo no inferno da Série C para todo o sempre, para que a racionalidade futebolística comande o espetáculo desse ponto em diante e faça uma justa homenagem a essa lenda antes que ela se extingua de vez que é o Umbora-Baêa-Sua-Porra!. Nos seguintes termos:

1) O Baêa tem 6 de cada 10 torcedores aqui na Bahia. A despeito de haver quase 20 anos assistindo a esmagadora supremacia rubro-negra, a torcida tricolor é um fenômeno inegável de incompreensível entusiasmo e vibração. Um show de torcida esperançosa, presente até nos banheiros da Bombonera, estádio do Boca Juniors da Argentina, como mostra a foto enviada pelo notável tricolor Otávio Almeida e que ilustra esse post, lá em cima.

2) Os
hinos do Baêa-Sua-Porra e o do Flamengo são os mais belos do futebol brasileiro. O hino do Vitória, lamentavelmente, nem de longe tem o poder de fazer marchar legiões de torcedores à guerra, como o faz o hino tricolor. 2X0 pra eles.

3) A supremacia do rubro-negro baiano nas últimas décadas não foi capaz de inverter a vantagem tricolor em
títulos, nacionais e regionais. Teremos que pastar muitos anos ainda pra tirar essa diferença. 3X0.

Faço isso, reconhecer os méritos tricolores, para que ninguém sinta-se no direito de dizer que não sou capaz de manter-me equilibrado na hora de falar sobre as coisas do futebol baiano. Não e não.

Nessa fase Zen da minha vida -quase um ex-fumente, candidado a corredor, pedalador e yogue- imponho-me o dever de apreciar os fatos como eles são e não de acordo com as minhas paixões, certo?

Motivo pelo qual escrevi o que escrevi aí em cima e, não satisfeito, dou sequência, disponibilizando um vídeo postado no Youtube que é uma das gozações mais criativas que já vi contra o Vitória. Encontrei-o graças ao comentário do Daniel Pinto no Sarapatel, um blog publicado aqui na Bahia por uma delícia de gente chamada Marcia Rodrigues.

Lembram daquele vídeo em que um apresentador da TV holandesa tem um acesso de risos ao entrevistar um grupo de portadores de distúrbios da fala? pois é, pegaram esse vídeo e colocaram caracteres de "tradução" que tornaram a peça antológica, nesse formidável rol de gozações que fazem da paixão pelo futebol uma vivência acima de tudo divertida. Não perca a chance de dar boas risadas clicando duas vezes na setinha que vai ao centro do link do Youtube, a seguir.



Puxa, como é bom isso de ser justo e sensato, sabia? chego a me sentir mais leve, sô...

Quer saber? vou radicalizar e homenagear de vez a galera tricolor, que tomada de êxtase ontem no Jóia da Princesa, produziu as imagens abaixo. Que torcida entusiasmada, tô pra ver...






3 comentários:

Marcus Gusmão disse...

Rapaz, se Luiz Mott vir este blog vai enxergar altas derivações homoeróticas nesta sua visão da derrota, de curtir a derrota, digo, as derrotas... Vai descobrir que de tanto levar ferro, a torcida rubro-negra, numa típica reação homo-retro-proto-meso atávica resolveu de vez que a dor tem seus prazeres...ui!
Bora Baêêêêêêêêêêêêêêaaaaaa!!!!!!!

paulo galo disse...

Bora pra onde, cara-pálida? de volta para a Série C, né??

Franciel disse...

Eis meus two cents sobre a questão

http://ingresia.wordpress.com/2007/10/22/bahia-pode-ganhar-mais-um-titulo/