POR OUTRO LADO...

terça-feira, 13 de novembro de 2007

A PAIXÃO SEGUNDO ANTONIO GADES


Cá estávamos, eu e meus botões, reunidos para definir a pauta do dia. Eu queria escrever, finalmente, o primeiro dos quatro posts sobre os ensaios de Michel Lacroix em ""O Culto da Emoção". Fui voto vencido pelos botões da minha blusa, que não se mostraram dispostos a colaborar com escritos mais verticais sobre porra nenhuma.

O YouTube foi decisivo para a formação dessa convicção deles. Marrentos por natureza, foi fácil deixarem-se arrebatar pelo frêmito de êxtase do flamenco sofisticado de Antonio Gades, bailarinho espanhol que viveu 67 anos até 2004. Um gênio belíssimamente registrado pela lente de Carlos Saura nos longas Bodas de Sangue (1981), Carmen, (1983) e Amor Bruxo (1986).

A sequência postada aqui vem de Carmen e é eloquente nessas três coisas: a genialidade do bailarino Gades e do cineasta Saura. E da irresistibilidade da paixão por uma mulher. Diz sabiamente o velho ditado: "de tigre faminto e mulher apaixonada ninguém escapa".

Se não fosse sábio não seria um ditado, tá certo. Mas poderia ser mais abrangente, posto que não há quem escape,sim, é da paixão, principalmente diante de peitos magníficos como os de Laura del Sol. Ou não é?

Volto amanhã, inté.



2 comentários:

Alvaro disse...

Hombre de Dios
de verdad te lo digo
q no me importaria nientes
bajar a los infiernos por el amor q ahora siento.
te lo juro, nada mas me importa, la volúpia me absorve l'alma, me mueve la esperanza de tomar-la, por instante qualquier que sea, una oportunidad de hacer volar me passion,
me has pegado,tio
besos de bizet

paulo galo disse...

Alvinho, hijo querido

Não que me importe muito o juízo que possam fazer da minha orientação (e da sua tb, que fique claro, bacana), mas "me has pegado,tio" é de fuder, cê não acha não?!
Uma abraço na boca, chico!