POR OUTRO LADO...

quinta-feira, 17 de maio de 2007

A TERAPIA DO ESCULACHO

Uia!

Finalmente chegou a versão original e definitiva do hit que varreu a internet nas últimas semanas: "Vai tomar no Cú!".

Produção caprichada e uma interpretação magnífica, inesquecível, antológica de Cris Nicolotti, em cartaz em São Paulo com o espetáculo "Se Piorar Estraga".

Volta e meia surgem textos, áudios ou vídeos em que o mote é o esculacho de baixo calão. E fazem um sucesso extraordinário, graças talvez à contenção imposta pelo convívio social, em que não se toma por correto o uso de expressões como essa ou como o clássico "vá se foder!", impropérios da linha das recomendações e que têm expressões irmãs como "foda-se!" e "vá pra puta-que-o pariu!".

No universo das expressões pra lá de vulgares temos também as desqualificantes: "viado!"; "puta!"; "corno!", "filho da puta!". Expresões que a depender da região ganham uma virulência ainda maior. É o caso do sertão nordestino, onde ser chamado de corno ou safado é motivo pra duelo de punhal.

Enfim, xingar é essencial para dar vazão a insatisfações agudas com alguém ou com algo, quando o impasse parece ser insuperável e nada mais resta senão dizer "quer saber de uma coisa? vai tomar no olho do seu cú!"

Ufa!


Nenhum comentário: