POR OUTRO LADO...

terça-feira, 8 de maio de 2007

FALA, CECÍLIA


Cecília Meireles. Essa mulher magnífica há muitos anos ilumina meu coração nos momentos de grande aflição emocional. É ficar zureta das emoções e lá vem ela me salvar, soprando suavemente intuição nos meus ouvidos. Mais eficaz que rezar um terço inteirinho, uma beleza!

Vejam aqui esse poema, escrito em 1962.

Interlúdio

As palavras estão muito ditas
e o mundo muito pensado.
Fico ao teu lado.


Não me digas que há futuro
nem passado.
Deixa o presente — claro muros
em coisas escritas.


Deixa o presente. Não fales,
Não me expliques o presente,
pois é tudo demasiado.


Em águas de eternamente,
o cometa dos meus males
afunda, desarvorado.


Fico ao teu lado.

Nenhum comentário: