POR OUTRO LADO...

domingo, 6 de maio de 2007

AMOR E DOR


Nossos nomes estão gravados num jardim do centro de Salvador. Uma ávore os emoldura.

Não foi lá que beijei sua boca pela primeira vez. Mas foi nesse lugar que minha vertigem por você foi plantada, num tempo em que muitas coisas estavam sendo semeadas em mim.

Anos se passaram e eu nunca sai desse jardim até revê-la num sonho insensato, que arrebatou-me ao ponto de quase enlouquecer de amor, do mesmo amor de menino que nunca desistiu de você e guardou para si o cartãozinho de natal e uma ternura ilimitada.

E agora você novamente se vai, levando meus sonhos e sua alma de passarinho. Deixa lembranças que me esmagam o peito de tão importantes que foram e que nunca mais voltarei a viver. Não haverá mais tempo.

Ninguém escapa ileso quando perde a chance de fugir do amor de uma mulher incandescente.

3 comentários:

Soane disse...

--
"As pessoas vão e outras vêm. — e, quando a vida separa os caminhos—cada um tem que seguir o seu, fazendo o melhor que pode, para mostrar o quanto aprendeu na caminhada que fizeram juntas. Só assim será possível transmitir orgulho e satisfação uma a outra e continuarem próximos mesmo estando separados".
Fonte: www.bomdiahoje.com.br

Soane disse...

Oi meu querido!
antes de postar aquela mensagem eu queria parabenizar pelo blog, ai por falta de habilidade no manejo foi assim.
Parabéns, assim voce fala com todas nós de vez, né?
Ficou legal.
Um abraço

paulo galo disse...

Equede Soane,

Nesse terreiro blogosférico aqui vc tem o Deká nas mãos, é Ebômi consagrada e tem autoridade conquistada em meu coração pelas palavras de fé, equilíbrio e solidariedade. Obrigadíssimo, irmã mais velha. Volte sempre, amo muito você.