POR OUTRO LADO...

terça-feira, 15 de maio de 2007

ALTIVEZ INFANTIL


Ex-marido é um estorvo que mulher alguma consegue se ver livre. Uma espécie de encosto, de alma penada que sempre irá produzir notícias.

É um fenômeno que divide-se em três grupos: os que sumiram no mundo; os que viraram inimigos. e os que viraram irmãos-em-cristo, ou seja, são amigos, cultivam o convívio com os filhos e sempre aparecem na festa do dia das mães. Mas não conseguem deixar de encher o saco, de darem palpites no que não lhes diz respeito.

Eu me incluo nessa última categoria. Ou me incluia, até que Sarah, minha netinha, resolveu pôr as coisas no lugar, do alto de seus 43 meses de vida.

- Cassete, Teresa, você não tá vendo que se fizer desse jeito vai dar trave?!

O tom, na base da bronca e uns dois degraus acima do recomendável no volume, foi captado pela mulherzinha que estava ali, brincando de quebra-cabeças. Foi fulminante:

- Você não pode falar assim com a Vovó...

Fui à lona na hora, o juiz nem precisou abrir contagem. Só deu tempo de ver o sorriso triunfante de Teresa a me dizer silenciosamente: "viu, filho-da-puta?!"

Imediatamente pedi desculpas a ambas.

Essa é Sarah, que vai aos poucos delimitando seus espaços, ou melhor, expandindo-os com suave autoridade. Nem sempre tão suave, a moleca parece não apreciar muito quem não lhe observa a realeza.

Gabriel, meu filho mais velho, me relatou sua mais recente performance, nessa mesma linha. Eles conversavam outro dia e algo lhe desviou a atenção, fazendo-o virar a cabeça pro lado. Voltou porque uma mãozinha tocou-lhe o joelho e disse "Ei, fala comigo!". Sentiu o mesmo embaraço, o mesmo respeito e a mesma alegria que senti.

Hoje, quando voltava da maternidade onde minha filha Fernanda fez a estréia de Mateus, voltei pensando nessas coisas de Sarah e me perguntando quem será esse meu segundo neto, com que bagagem o cara desembarcou nesse planeta?

Os próximos capítulos irão revelar aos poucos os segredos de Mateus. Por enquanto sei apenas que é muitíssimo bem vindo, nasceu com 3.1 kg, 50 cm e cara de joelho, naturalmente. A mãe teve parto natural, passa bem e volta pra casa amanhã.

6 comentários:

Marcus disse...

Parabéns, Bivovô!

paulo galo disse...

Brigadim, Marcão

Aninha Arutin disse...

Histórias como essa é que fazem a gente pensar em qtas outras meneiras uma pequenininha como essa não vai surpreender vós e tios e agregados!!! essa fofa ainda vai passar por situações bem mais alegres e até tristes... por isso devemos estar preparados para conseguir dividir a atenção com o mais novo entrando an roda!!!
É claro que a fase vai passar por um tempo, mas a ciumeira está por vir... coisas que devem ser tomadas com mais valor para não estragar a harmonia da casa!!!
Espero poder compartilhar mais momentos como esse e poder ajuda-la a se tornar uam peuqenina mais "valente" no seu mundinho!!!
Mateus... a gente vai se divertir a beça... jogar mta bola e brincar de lutinha... mas tenho que ter meu tempo de casinha!!!

bjos e parabéns por mais um mebro nessa "pequena grande família"

paulo galo disse...

Brigadim, lindinha! você é sempre bem vinda aqui e entre os "nossos". bjs

marcia disse...

Parabéns pelo neto e pela neta de personalidade forte.

paulo galo disse...

obrigados nós, marcinha!